Essa semana vi um filme maravilhoso, Procura se um Amigo Para o Fim do Mundo (Seeking a Friend for the End of the World) que entrou pra minha lista dos melhores filmes (quem não tem essa lista imaginária?).

Mas por que estou falando de filme?

Calma, vou te explicar!

Nesse filme diante da notícia  que a Terra irá ser dizimada por um cometa as pessoas começam se tocar sobre  o que é viver de verdade.

É muito fácil perceber que quando as pessoas se dão conta de que vão morrer, elas abandonam o que não as agradavam e que eram superficiais. Os escritórios e serviços chatos esvaziaram, as academias que eram preenchidas por pessoas que só se preocupavam com imagem, ficaram largadas a bichos e  as relações descartáveis  ou conversas chatas foram ignoradas.

Outro filme que segue essa ideia é – meu filme favorito –  Into The Wild (Na Natureza Selvagem)  baseada em fatos reais , conta a história de Christian Mccandless que em suma, se desprende da vida materialista e vai buscar felicidade nas verdadeiras experiências da vida. O que é muito inspirador viver andando pelo país conhecendo todos os lugares sem preocupar com obrigações.

 

O que acontece nos dois filmes é o ser humano se desprender de coisas superficiais e dedicar seus dias aquilo que realmente importa para elas, o que as fazem felizes.

Isso não está no nosso dia a dia, aceitamos certas condições,  palavras e até em um nível mais alto que emoções tomem conta de nossas atitudes. Muitas vezes não questionamos se queremos aquilo de verdade e entramos no automático.

Mas como ter coragem pra viver a vida que realmente vale a pena pra você?

Largar o emprego é difícil, abandonar a faculdade ou a família  também e não vou te dizer pra tomar essa atitudes radicais  e sair andando por países pra sua vida se tornar melhor.
Se você perceber que existem várias pessoas apenas sobrevivendo a cada dia, e que não satisfazem nem pequenos desejos pessoais, vai perceber que é uma vida triste.

Mas pare de postergar sua felicidade!

Sua felicidade também está na segunda, terça, quarta , quinta. Não espere chegar o fim de semana pra poder viver.

Acredito que a a realização completa nunca virá, mas ela vem em pequenas doses ao longo do dia , semana ou mês. Vem com decisões tomadas por você. Já falei um pouco disso e se quiser dar um olhada está aqui.

Pequenas atitudes ao longo do dia vão  começar tornar sua vida melhor. Sabe aquele “não” que você nunca consegue falar? Então diga, diga sim,  saiba pedir, negar, doar, perdoar, dê risada antes de responder uma ofensa, ou só respire, liberte-se  pra viver seguro de si, converse, exponha opiniões, sinta borboletas na barriga.

Ache felicidades nas relações, vivências, experiências.

Não precisa confiar em minhas palavras mas você já conhece o Mujica? Dá uma olhada nesse vídeo de 2 minutos . Vídeo

           “Tudo se compra menos a vida, a vida se gasta”

José Alberto Mujica Cordano, conhecido popularmente como Pepe Mujica político uruguaio. Presidente da República Oriental do Uruguai entre 2010 e 2015.

“Ok! Vou tentar, mas e os medos ?”

Medo de viver está agarrado ao medo de ser você mesmo , justo por querer aprovações da família, amigos ou só mesmo por querer status.Não podemos nos sentir impotentes para realizar o que queremos.

Recomendo vocês a conhecer Eduardo Marinho, um homem grandioso, racional, lógico e que sabe o que realmente é a vida.Além de servir de exemplo pra mim e para várias pessoas, pode servir pra você também. Ele largou a vida de classe média alta pra viver a vida que queria. Esse vídeo de 7 minutos vai te mostrar um pouco (vídeo).

Independente de qual vida você sonha em ter, comece ela hoje, aos poucos.

 

Anúncios